"Nem vem tirar meu riso frouxo, com algum conselho. Que hoje eu passei batom vermelho. Eu tenho tido a alegria como dom, em cada canto eu vejo o lado bom."
Eu não me envergonho de um Deus que me sustenta e me mantém,
sabendo quem eu sou e quem eu falho em ser.
Os Arrais (via com-versos)
Ela é barulho, eu sou silêncio. Mas a gente se ama na mesma frequência.
Eu me chamo Antônio.  (via promessasvazias)
E quem é feliz, faz feliz os outros.
O Diário de Anne Frank.   (via enoitecer)
Ele tem 17 e ela tem 15 anos. Signo, gostos, personalidades tanto quanto atitudes diferentes. Existe um tipo de relacionamento não assumido entre eles, um tipo de “coisa”, que não existe entre ambas as partes. Ela o conhece perfeitamente e sabe desde o começo as qualidades tanto quanto os defeitos que ele tem. Bem, não são poucos. Ele descobriu a forma dela de ser, uma mistura de “menina mulher” sabe? Aquela coisa de “complicada e perfeitinha”, mas também sabe. O quanto irritante e chata ela consegue ser. Ambos são completamente ciumentos. E claro, ele tem um tipo de ciúmes possessivo dela, mas no fundo ela sabe que tudo isso é medo de perder-lá.ele possui a péssima mania de manda ela ir embora e diz que “não tem nada de bom para a oferecer”, ele insiste e a afasta de si. Os dias se passam e a falta dela é a única coisa que insiste em estar presente com ele todos os dias. Até que ela volta e trás com ela todos os sentimentos bons que ela havia levado dele. Não é estranho? São opostos, mas por algum motivo ela sempre volta. Uns acreditam que “o que é seu nunca vai embora, permanece” outros dizem “que o que é seu sempre voltará para você”. Eu prefiro acreditar em mim, em você, em nós. E sabe os ditados? Bom, nisso eu tenho certeza do porque você volta. É porque você sabe que quando ele te manda embora, o coração dele grita, somente para você ouvir “fica comigo, só comigo”. São complicados, mas sabe? Isso tudo, faz parte da magia.
A magia, somos nós.  (via nevarias)
Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenas um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você.
A culpa é das estrelas (via com-versos)
Eu sei, eu sei, o eterno clichê. Isso passa? Passa sim e, quando passar, algo muito mais triste vai acontecer: eu não vou mais te amar. É triste saber que um dia vou ver você passar e não sentir cada milímetro do meu corpo arder e enjoar. É triste saber que um dia vou ouvir sua voz ou olhar seu rosto e o resto do mundo não vai desaparecer. O fim do amor é ainda mais triste do que o nosso fim. Meu amor está cansado, surrado, ele quer me deixar para renascer depois, lindo e puro, em outro canto, mas eu não quero outro canto, eu quero insistir no nosso canto. Eu me agarro à beiradinha do meu amor, eu imploro pra que ele fique, ainda que doa mais do que cabe em mim, eu imploro pra que pelo menos esse amor que eu sinto por você não me deixe, pelo menos ele, ainda que insuportável, não desista.
Tati Bernardi    (via assoprador)
Meu pai não bebia, não fumava e morreu cedo. Não roubava e morreu pobre. Tirava o que tinha para dar para os outros e teve poucas pessoas para carregar seu caixão. Depois que ele morreu, nenhum parente perguntou se seu filho precisava ou não de algo. Ou seja, em vida meu pai me ensinou a ser a melhor pessoa que eu conseguir. Em morte, me ensinou a não esperar nada em troca por isso.
Danilo Gentili.  (via trovejo)
Eu sou aquela pessoa que diz pra todo mundo ter fé, ser forte e acreditar. Mas olha pra mim, eu estou um caco.
Cartas para Deus. (via textuou)
Todo mundo quer ser legal, e todo mundo se ferra na empreitada. É difícil ser legal o tempo inteiro. A gente consegue ser legal a maior parte do tempo, mas aí faz uma besteira e pronto: tudo o que você fez de bom é imediatamente esquecido e você se torna apenas aquele que fez a grande besteira. Aí você precisa de mais uns dois meses sendo exclusivamente legal para todo mundo esquecer da besteira. E quando eles esquecem, você faz outra, claro.
Martha Medeiros.  (via textuou)